Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Bashar al-Assad quer cumprir acordo sobre armas químicas

Cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas fizeram progressos sobre resolução do desarmamento.
26 de Setembro de 2013 às 11:04
Presidente sírio, Bashar al-Assad
Presidente sírio, Bashar al-Assad FOTO: Reuters

O Presidente sírio, Bashar al-Assad, renovou o compromisso do seu regime em cumprir com o acordo que prevê a destruição do seu arsenal químico e não colocando obstáculos ao processo, numa entrevista ao canal Telesur.

"A Síria compromete-se, geralmente, com todos os acordos que assina. Recentemente apresentou o inventário [do arsenal de armas químicas] à Organização para a Interdição de Armas Químicas (OIAC) e, brevemente, os seus especialistas vão visitar a Síria", disse Assad, na entrevista, em Damasco, difundida esta quinta-feira, na íntegra, pela agência oficial Sana.

"No que toca ao Governo sírio, não haverá realmente obstáculos", acrescentou.

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas fizeram, na quarta-feira, progressos sobre os principais pontos de uma resolução para enquadrar o desarmamento químico da Síria, ainda que não tenham chegado a um acordo, segundo diplomatas.

Em causa estarão divergências sobre o recurso ao capítulo VII da Carta da ONU, para fazer implementar o programa de eliminação de armas químicas anunciado, no passado dia 14, em Genebra, por Moscovo e Washington.

Segundo diplomatas, a Rússia opõe-se a qualquer referência a este capítulo, relativo à possibilidade de obrigar um país a aplicar uma decisão do Conselho de Segurança.

Síria Bashar al-Assad acordo armas químicas Conselho de Segurança das Nações Unidas desarmamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)