Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

BATASUNA RESISTE A CERCO JUDICIAL

A aliança político-partidária do País Basco espanhol Batasuna garantiu hoje que nem a Lei dos Partidos nem o auto do juiz Baltazar Garzón vão conseguir que a coligação desapareça.
4 de Julho de 2002 às 13:58
As autoridades espanholas estão a desenvolver todos os esforços possíveis para banir o Batasuna da cena política do País, acusando a formação de apoiar a actividade terrorista da ETA. Ontem, o juiz Garzón tomou a iniciativa inédita de responsabilizar o partido pelos danos causados pelos ataques da ETA, exigindo-lhe uma caução de 24 milhões de euros, a ser paga nos próximos dias.

Garzón solicitou ainda ao Ministério do Interior, já esta manhã, que o informe sobre se o Batasuna é credor de algum dinheiro que possa ser retido para satisfazer o auto ontem proclamado. O objectivo é suspender a entrega ao partido dos seis milhões de euros que lhe são atribuídos como subsídio eleitoral.

Arnaldo Otegi, porta-voz do Batasuna, disse que hoje que o partido vai resistir ao cerco. Otegi alegou que o partido não tem o dinheiro que lhe exige Garzón e que mesmo que o tivesse não o entregaria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)