Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Bebé de nove meses morre após falha médica

Tribunal está a investigar se foi o médico que prescreveu a dose incorretamente ou se foi a enfermeira que a aplicou de forma errada.
Correio da Manhã 8 de Outubro de 2019 às 15:17
Bebé
Bebé FOTO: Getty Images

Um bebé de nove meses morreu em fevereiro deste ano no Hospital Gregorio Marañón, em Madrid, depois de os médicos lhe terem administrado erradamente uma dose dez vezes maior do que a prescrita. A criança teria sido submetida a um transplante de coração pouco tempo antes. Os pais denunciaram o caso ao centro hospitalar que já havia reconhecido a falha.

De acordo com a imprensa espanhola, o menino que foi operado em Novembro de 2018, precisava de 100 miligramas de micofenolato – um medicamento imunossupressor usado para tratar pacientes de transplante – no entanto, foi-lhe administrada uma grama, uma quantidade 10 vezes maior daquilo que era suposto.

Como resultado do erro, - que, de acordo com a denúncia, foi admitido no histórico do médico do paciente em várias ocasiões - o bebé morreu dias depois de necrose intestinal, apesar das tentativas dos médicos de reverter os efeitos da overdose.

Os pais do menor apresentaram uma queixa ao Tribunal de Instrução, e vão ser representados por um colaborador da Associação El Defensor Del Paciente. O hospital é acusado de homicídio por negligência, segundo adianta o jornal espanhol El Mundo.

O Tribunal está a investigar se foi o médico que prescreveu a dose incorretamente ou se foi a enfermeira que a aplicou de forma errada.

Tribunal de Instrução Hospital Gregorio Marañón Madrid saúde lei e justiça bebé.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)