Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Bebé sobrevive após ser baleado duas vezes durante massacre em maternidade no Afeganistão

Recém-nascido tinha três horas de vida quando se deu o ataque.
Correio da Manhã 15 de Maio de 2020 às 13:41
Bebé sobrevive após ser baleado duas vezes durante massacre em maternidade no Afeganistão
Bebé sobrevive após ser baleado duas vezes durante massacre em maternidade no Afeganistão FOTO: Getty Images

Um bebé foi baleado duas vezes na perna durante um ataque a uma maternidade em Cabul, no Afeganistão, e acabou por sobreviver.

O ataque provocou ainda 24 mortos, incluindo mães, enfermeiras e recém-nascidos.

Segundo o Times, um dos bebés, que nasceu três horas antes do ataque, sobreviveu após uma intervenção cirúrgica à perna direita partida. 

Três homens armados, suspeitos de integrarem o Daesh, entraram no prédio na capital afegã vestidos de polícias e lançaram granadas na passada terça-feira. Os atacantes acabaram por abatidos.

O recém-nascido encontrava-se entre outros bebés sobreviventes, levados para o 
Hospital Infantil Indira Gandhi, em Cabul. 

Sua mãe, nazista, morreu no ataque e o recém-nascido recebeu o mesmo nome por seu pai, Rafiullah, depois que ele deixou sua esposa para descansar. 

"Ver um bebé recém-nascido com apenas três horas a levar dois tiros... O mundo está louco", afirmou a Dra. Noor ul-Haq Yousafzai, diretora do hospital.

Os bebés foram depois levados para fora do local durante uma longa operação das forças de segurança afegãs.

Khadija, uma das poucos sobreviventes do ataque, revelou que foi forçada a esperar para abraçar o filho recém-nascido pela primeira vez.

Afeganistão Cabul distúrbios guerras e conflitos questões sociais crime lei e justiça morte crime
Ver comentários