Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Bebé vê mãe morrer com perna arrancada por elevador

Apresentadora de TV tinha 27 anos. Criança esteve mais de uma hora presa com o cadáver da mãe.
8 de Abril de 2018 às 12:46
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos
Aizat Abdisamat tinha 27 anos

Uma menina bebé, de apenas 3 anos, assistiu em choque à morte da própria mãe. Aizat Abdisamat, de 27 anos, uma conhecida apresentadora de televisão no Cazaquistão, ia passear com a filha quando ficou com uma perna presa na porta do elevador. O mecanismo apresentava problemas de funcionamento e, quando a jovem tentava sair do interior, as portas fecharam-se e o elevador continuou a descer, arrancando a perna da jovem na zona da anca. O trágico acidente ocorreu no prédio onde morava a família em Aktobe.

Aizat vivia no sexto andar e teve morte quase imediata, devido à perda de sangue e por ter entrado em choque. A filha ficou presa dentro do elevador mais de uma hora até ser resgatada. A menina foi encontrada numa poça de sangue, ao lado do corpo da mãe a chorar e em pânico. Tinha uma lesão na cabeça e foi levada para o hospital, onde se mantém internada, profundamente traumatizada.

O marido de Aizat, com quem a mulher ia ter depois do passeio, também está a receber apoio psicológico.

Aizat Abdisamat era uma das caras do canal Kazakhstan-Aktobe. Apresentava programas infantis e um noticiário matinal. Os colegas descrevem-na como "uma pessoa doce e uma excelente profissional".

"Trabalho com a Aizat desde 2013. Ela estava prestes a fazer 28 anos. É horrível. Estamos todos em choque aqui no canal, nem queríamos acreditar. Já estive com a família dela, que acabou de receber o corpo, para que sejam feitas as cerimónias fúnebres. É assustador, uma morte horrível. Ela não merecia uma coisa assim", afirma Konysbek Terekuly, apresentador que fazia par com Aizat no noticiário matinal do canal.

Aizat Abdisamat Aktobe Cazaquistão Konysbek Terekuly Kazakhstan-Aktobe apresentador questões sociais morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)