Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Bélgica admite exportações fraudulentas de carne para vários países

Em causa estão alterações de datas sugerindo um congelamento recente.
Lusa 19 de Março de 2018 às 23:34
Carne bovina
Carne bovina
Carne bovina
Carne bovina
Carne bovina
Carne bovina
A Bélgica alertou Hong Kong, Costa do Marfim e Kosovo que foram, até ao final de 2016, destinatários das exportações fraudulentas de carne de um matadouro em Bastogne (sul), refere um relatório da autoridade belga de segurança alimentar (AFSCA).

Uma vasta fraude à rotulagem de carne de vaca, incluindo alterações nas datas sugerindo um congelamento recente, foi encontrado no site da sociedade agroalimentar Veviba, o que originou controvérsia na Bélgica.

Denis Ducarme, ministro da Agricultura, acusou a Veviba de "práticas mafiosas" e exigiu explicações à Agência Federal para a Segurança da Cadeia Alimentar (AFSCA), que depende do seu ministério, por suspeita de facilitar nos controlos efetuados a esta empresa.

Num relatório apresentado hoje aos deputados, a AFSCA explicou que alertou a Justiça depois de ter encontrado pela primeira vez irregularidades na Veviba, em Bastogne, em 2016, e que "respeitou o sigilo da investigação".

No relatório, AFSCA identifica uma lista inicial de países estrangeiros que trabalharam com a Veviba.

"As exportações de Veviba realizada até outubro de 2016 para os seguintes países: Hong Kong, Costa do Marfim e Kosovo Estes países foram avisados 09 de março de 2018, através dos canais diplomáticos apropriados", refere a agência belga.

A AFSCA refere ainda que os sistemas europeus de alerta foram ativados para identificar potenciais beneficiários das transferências fraudulentas no âmbito da UE.

"No momento, a escala e a data de início desta fraude não são conhecidos", concluiu.
Bélgica exportações fraude carne Hong Kong Costa do Marfim Kosovo Bastogne
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)