Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Berlusconi: Comité do Senado decide expulsão

Equipa de 23 senadores aprovou por maioria a exclusão do ex-primeiro-ministro italiano. Decisão será confirmada em plenário dentro de 15 dias
5 de Outubro de 2013 às 08:20
Ex-primeiro-ministro tentou derrubar o governo para evitar expulsão do Senado, mas divisões no seu partido forçaram-no a recuar
Ex-primeiro-ministro tentou derrubar o governo para evitar expulsão do Senado, mas divisões no seu partido forçaram-no a recuar FOTO: reuters/tony gentil

Um comité do Senado italiano votou ontem, por maioria, a expulsão de Silvio Berlusconi da Câmara Alta do Parlamento. Esta decisão terá de ser confirmada em plenário, mas é um primeiro sinal que dita o princípio do fim da carreira política do homem que mais tempo passou no poder em Itália desde a Segunda Guerra Mundial.

A votação de ontem formaliza o cumprimento de uma lei, aprovada em 2012, que bane de cargos públicos pessoas condenadas a mais de dois anos de prisão. Berlusconi foi condenado a quatro por fraude fiscal, pelo que, dentro de 15 dias, espera-se que o plenário do Senado confirme a expulsão. A partir desse momento, fica banido de cargos públicos nos próximos seis anos. Tendo em conta que cumpriu 77 anos, a exclusão pode significar a sua morte política.

"Esta decisão visa eliminar, pela via judicial, um adversário político que não se conseguiu derrotar nas urnas", afirmou Berlusconi .

‘Il Cavaliere' fez fortuna nos media e foi eleito três vezes, sendo primeiro-ministro mais de nove anos. Durante uma carreira política iniciada em 1994, escapou a dezenas de casos judiciais. Agora, condenado por fim e despojado de imunidade parlamentar, pode vir a sofrer novos reveses, nomeadamente no chamado caso Ruby.

itália berlusconi governo senado expulsão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)