Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Berlusconi diz que não se candidata se Monti chefiar centro-direita

O antigo primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi afirmou-se hoje disposto a retirar a sua candidatura às legislativas caso o actual chefe de Governo, Mario Monti, se candidate como líder do centro-direita.
12 de Dezembro de 2012 às 19:14
Berlusconi, 76 anos, fez recentemente duras críticas à governação de Monti, que lhe sucedeu como primeiro-ministro
Berlusconi, 76 anos, fez recentemente duras críticas à governação de Monti, que lhe sucedeu como primeiro-ministro FOTO: Reuters

"Se Monti for candidato para chefiar" o centro-direita "dou um passo atrás" e "passo a ocupar-me do meu partido", declarou Berlusconi na apresentação de um livro em Roma.

Na ocasião, o ex-primeiro-ministro afirmou que decidiu candidatar-se às próximas eleições em resposta a vários pedidos de membros do seu partido.

"Neste momento, sou candidato ao Palácio Chigi", sede do Governo, afirmou. "O meu passo em frente ou atrás depende de como as coisas evoluam", adiantou Berlusconi.

O antigo primeiro-ministro disse ter quase a certeza que Monti "não quer tornar-se um homem de partido". No entanto, sugeriu que poderia liderar um movimento moderado e disse já lhe ter proposto isso, proposta que Monti rejeitou.

"Se mudar de ideias, não tenho nenhum problema em retirar a minha candidatura, posso aceitar ser o coordenador do centro-direita ou até não ser nada, apenas chefe do meu movimento", afirmou.

Berlusconi, 76 anos, fez recentemente duras críticas à governação de Monti, que lhe sucedeu como primeiro-ministro.

Mario Monti comunicou no sábado ao presidente italiano, Giorgio Napolitano, a intenção de se demitir, depois de Berlusconi ter retirado o apoio do seu partido ao Governo.

O actual primeiro-ministro disse que vai deixar o cargo assim que o Parlamento aprovar a legislação orçamental.

itália berlusconi mário monti extrema-direita giorgio napolitano governo
Ver comentários