Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

BERLUSCONI FICA IMUNE

O Parlamento italiano aprovou ontem uma lei controversa que garante imunidade judicial ao primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, enquanto mantiver a liderança do governo.
19 de Junho de 2003 às 00:00
O líder do governo num gesto que parece exprimir o seu alívio
O líder do governo num gesto que parece exprimir o seu alívio FOTO: Stefano Rellandini/Reuters
A lei passou por um processo de aprovação invulgarmente rápido, ao que não será alheio o facto de a Itália estar quase a iniciar seis meses de presidência da União Europeia.
Os efeitos imediatos da medida legal serão congelar o julgamento por corrupção contra Berlusconi em curso num tribunal de Milão. Para além disso, e uma vez que as acusações se reportam aos anos 80, quase uma década antes de o líder de governo entrar na política, a nova lei pode significar a prescrição do processo, pois o mandato de Berlusconi termina em 2006 e pode prolongar-se caso tente e consiga a reeleição. No caso de Milão, Berlusconi é acusado de tentar subornar juízes para impedir uma empresa rival de comprar uma companhia alimentar do Estado.
Contra as críticas, os deputados da maioria alegam que a imunidade existe em muitos países e a lei ora aprovada se limita a restaurar direitos retirados há uma década, aquando da operação anticorrupção "Mãos Limpas".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)