Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Berlusconi proíbe escutas telefónicas

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, anunciou que no Conselho de Ministros da próxima sexta-feira será aprovada legislação que proibirá as escutas telefónicas, excepto em investigações relacionadas com as máfias e o terrorismo.

11 de Junho de 2008 às 00:30
O chefe do governo italiano está envolvido numa nova polémica
O chefe do governo italiano está envolvido numa nova polémica FOTO: Danilo Schiavella, Epa

Segundo a nova lei, serão aplicadas penas de cinco anos de prisão a quem ordenar escutas fora daquele âmbito, bem como a quem as realizar ou as difundir. Feita à medida do chefe do governo italiano, a lei exclui os casos de delitos empresariais, extorsão, suborno e corrupção. Recorde-se que Silvio Berlusconi está envolvido em vários processos de corrupção.

A lei está a gerar acesa polémica, com o presidente a apelar para "amplos acordos". O ministro da Justiça, Angelio Alfano, justifica-a com o elevado número de escutas e o seus custos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)