Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Birmânia: Sete mortos em confrontos entre Exército e rebeldes

Pelo menos sete pessoas morreram no norte da Birmânia em sequência de confrontos entre militares e rebeldes da minoria étnica kachin, das quais quatro eram membros das tropas governamentais e três membros da guerrilha.
14 de Junho de 2011 às 12:06
O projecto hidroeléctrico vai desalojar várias aldeias
O projecto hidroeléctrico vai desalojar várias aldeias FOTO: Epa/ YAhya Arhab

Os confrontos iniciaram-se na quinta-feira na região de Momauk, na fronteira com a China, depois de o Exército birmanês ter enviado cerca de 3.000 efectivos para desalojar várias aldeias da tribo numa área onde se pretende construir uma barragem. 

O projecto hidroeléctrico foi adjudicado pelo governo da Birmânia à empresa estatal China Datang Corporation. Cerca de 2.000 civis procuraram refúgio nas localidades chinesas próximas. 

A guerrilha Kachin, grupo étnico minoritário que conta com cerca de 1,2 milhões de pessoas, dispõe de 7.500 combatentes, controla as áreas do extremo norte da Birmânia e financia-se com a cobrança de impostos sobre o comércio fronteiriço. 

Em 1994, o braço armado dos kachin estabeleceu um acordo de cessar-fogo com o governo semelhante ao que tinha sido estabelecido cinco anos antes pelas outras 16 minorias étnicas do país, que representam um terço dos 50 milhões de habitantes da Birmânia, mas que não contemplou a entrega das armas.

Confrontos Birmânia Projecto hidroeléctrico Rebeldes Exército
Ver comentários