Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Boeing admite falha no sistema dos 737 MAX e lamenta mortes nas tragédias da Etiópia e Indonésia

"É evidente que em ambos os voos, o sistema reagiu mal", disse Muilenburg.
4 de Abril de 2019 às 21:11
Destroços do avião da Ethiopian Airlines, que se despenhou seis minutos após levantar voo do Aeroporto de Addis Abeba, Etiópia, rumo a Nairóbi, no Quénia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Destroços do avião da Ethiopian Airlines, que se despenhou seis minutos após levantar voo do Aeroporto de Addis Abeba, Etiópia, rumo a Nairóbi, no Quénia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Destroços do avião da Ethiopian Airlines, que se despenhou seis minutos após levantar voo do Aeroporto de Addis Abeba, Etiópia, rumo a Nairóbi, no Quénia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
Familiares e amigos choram morte das vítimas após queda de avião na Etiópia
O diretor executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, disse ser "evidente" que o sistema de manobras MCAS do avião 737 MAX 8 contribuiu para os dois acidentes aéreos fatais na Etiópia e na Indonésia, confirmando o que investigadores há muito suspeitavam. 

A empresa lamenta ainda as mortes provocadas por ambas as tragédias. 

"Os detalhes completos do que aconteceu nos dois acidentes são revelados pelas autoridades nos relatórios finais. É evidente que em ambos os voos, o sistema MCAS reagiu mal", disse Muilenburg, segundo o canal televisivo RT. 

Recorde-se que o voo da Ethiopian Airlines caiu logo após a descolagem, na Etiópia, matando todas as 157 pessoas a bordo, ao passo que, na Indonésia, a queda de um avião na Indonésia vitimou mortalmente todos os 189 passageiros a bordo.


Boeing Indonésia We at MCAS MCAS Ethiopian Airlines RT Watch the full
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)