Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Boeing despenha-se com 114 a bordo

Um Boeing 737-800 da Kenya Airways com 114 pessoas a bordo e que efectuava a ligação entre as capitais da Costa do Marfim, Abidjan, e do Quénia, Nairobi, despenhou-se ontem após ter descolado da cidade de Doula, nos Camarões, onde tinha feito escala. Ao fim da noite, o avião ainda não tinha sido localizado.
6 de Maio de 2007 às 00:00
Boeing despenha-se com 114 a bordo
Boeing despenha-se com 114 a bordo FOTO: Atony Nuguna
O aparelho, que transportava 105 passageiros e nove tripulantes, deveria ter aterrado em Nairobi. Segundo fontes deste aeroporto, um sinal automático de perigo foi recebido na torre de controlo em Doula pouco depois da descolagem, não havendo a partir desse momento qualquer contacto.
A bordo seguiam pelo menos sete europeus – cinco britânicos, um suíço e um sueco. A maioria dos passageiros tinha ligações para outros destinos. Três dos passageiros eram árbitros de futebol camaroneses. Pouco depois de o avião ter sido dado como desaparecido iniciaram-se as buscas. Dois helicópteros militares dirigiram-se para uma região de densa floresta, a sul da capital camaronesa, Yaoundé. A rádio estatal avançou com a informação de que o aparelho se despenhou perto de Nieté, a norte da fronteira com a Guiné Equatorial. Refira-se que foi ouvido um “enorme estrondo” na região de Lolodorf, também alvo de buscas.
Desconhecem-se os motivos da queda do avião, que estava ao serviço há apenas há seis meses e, segundo responsáveis da empresa, tinha as revisões de segurança em dia. A Kenya Airways é uma das empresas mais reputadas do país. O último acidente que sofreu foi em 2000, quando um avião caiu no mar, matando 179 pessoas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)