Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Bolsonaro quer retirar direitos aos trabalhadores para aumentar postos de trabalho

Presidente brasileiro diz que o povo prefere não ter direitos a estar no desemprego.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 26 de Outubro de 2019 às 16:54
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, anunciou na China, durante viagem de duas semanas por países da Ásia, que o seu governo vai apresentar um programa de criação de empregos que tem como principal estratégia a retirada de direitos dos trabalhadores, que os empresários consideram um óbice a novas contratações.

Em Pequim, esta sexta-feira, antes de deixar a China rumo a países árabes, Bolsonaro afirmou que pessoas nas ruas lhe têm dito que preferem ter emprego do que direitos.

"Todos falam muito em direitos, direitos, direitos. E esquecemo-nos dos deveres. É o que eu sinto por parte dos trabalhadores. Eles pedem-me, caso seja possível, menos direitos e mais emprego, em vez de todos os direitos e desemprego", afirmou Bolsonaro em conferência de imprensa antes de deixar a capital chinesa depois de se ter avistado com o presidente Xi Jinping, com o qual teve uma reunião cordial mas com poucos efeitos práticos, já que o brasileiro é assumidamente alinhado com outro chefe de Estado, Donald Trump, dos EUA.

Bolsonaro não avançou detalhes sobre o programa, que pretende suprimir direitos e garantias dos trabalhadores para incentivar os empresários a contratarem mais. Mas acrescentou que essa proposta deve ser apresentada ao longo do mês de novembro e que visa aumentar o número de oportunidades de trabalho principalmente para os mais jovens, com idade até 29 anos, e os mais velhos, a partir dos 55 anos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)