Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Brasil teme novo surto de dengue

O medo de uma nova epidemia de dengue está a assustar a população e as autoridades brasileiras devido à rápida propagação do mosquito transmissor da doença, o Aedhes Egypti, consequência das recentes chuvadas e do calor excessivo. A preocupação é maior no Rio de Janeiro e na Bahia, onde daqui a menos de um mês são esperados centenas de milhares de turistas para o Carnaval.
24 de Janeiro de 2010 às 00:30
Autoridades sanitárias já tomaram medidas
Autoridades sanitárias já tomaram medidas FOTO: Vivek Prakash/Reuters

No Rio, de acordo com especialistas do Instituto Oswaldo Cruz, o índice de proliferação do mosquito é já, na média de toda a cidade, três vezes acima do recomendável. Mas vários bairros estão até seis vezes acima, e em algumas favelas a contaminação chega a ser mais de nove vezes superior ao tolerável.

Para os especialistas do Rio, onde em 2008, o ano mais grave, quase 350 mil pessoas foram contaminadas e mais de 300 morreram, este ano ainda não houve mortes porque muitos dos cariocas, por já anteriormente terem tido a doença, ficaram imunizados.

Na Bahia, onde no ano passado morreram 66 pessoas devido à dengue, uma grande campanha de sensibilização da população e de combate aos principais focos de infecção está a ser desenvolvida, para evitar que no Carnaval, que junta mais de dois milhões de pessoas, ocorra uma tragédia.

No interior do estado de São Paulo, três cidades – Araçatuba, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto – já enfrentam epidemias de dengue, por enquanto sem mortes.

Em Goiás, os casos de dengue desde o final do ano cresceram em média 350%, havendo cidades, co-mo Aparecida de Goiânia, em que o aumento foi de 1200%.

Já em Mato Grosso, os casos de dengue subiram mais de 400%, e a tendência é para que cresçam ainda mais com o previsto aumento das intensas chuvas.

Ver comentários