Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Brasil ultrapassa os 15 mil mortos por coronavírus

Número de pessoas infetadas em todo o país, de acordo com os órgãos regionais, é de 222.877.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 16 de Maio de 2020 às 19:45
Coronavírus Brasil
Coronavírus Brasil FOTO: Reuters

O Brasil superou no final da manhã deste sábado, pelo horário brasileiro, meio da tarde em Portugal Continental, as 15 mil mortes provocadas pelo coronavírus. A informação resulta da soma dos números avançados em tempo real pelas secretarias regionais de Saúde dos 27 estados brasileiros, e ainda não consta no balanço do Ministério da Saúde, que só costuma ser divulgado à noite.

De acordo com os balanços parciais avançados pelas secretarias até às 12 horas brasileiras, 16 em Lisboa, o país já tinha registado até esse momento 15.046 mortes por Covid-19, a doença provocada pelo Coronavírus. No último balanço oficial do Ministério da Saúde, divulgado na noite de sexta-feira, os óbitos até essa altura eram 14.817.

O número de pessoas infetadas em todo o Brasil, também de acordo com os órgãos regionais, e igualmente até ao final da manhã deste sábado, era de 222.877. Sexta, no registo do Ministério da Saúde, eram 218.223 casos.

O forte aumento no número de novos infetados tem provocado o caos nos serviços de Saúde de todo o Brasil, onde em várias cidades já há hospitais em colapso total. Devido a isso, alguns estados e diversas cidades, como os estados do Amapá, no extremo norte do país, e do Pará, também no norte, e as cidades de São Luíz, capital do estado do Maranhão, e Fortaleza, capital do Ceará, entre muitas outras, decretaram o chamado "lockdown", ou isolamento total, para tentarem reduzir o ritmo de propagação do vírus e diminuir a procura por atendimento nos hospitais.

No Amazonas, um dos estados mais atingidos, o índice de ocupação das camas hospitalares destinadas aos casos mais graves é em média de 90%, mas na capital, Manaus, fica entre 98% e 100%, já havendo hospitais que não conseguem mais atender quem chega. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os dois estados mais populosos, as taxas de ocupação nas UCIs, Unidades de Cuidados Intensivos, são, respectivamente, de 88% e 96%, e hospitais de campanha erguidos emergencialmente continuam a operar apenas parcialmente por falta de profissionais de Saúde e de equipamentos que o governo central, do qual dois ministros se demitiram em menos de um mês, não envia.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)