Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Brasil saúda novo acordo climático

Documento vai entrar em vigor em 2020.
13 de Dezembro de 2015 às 01:52
Ministra do Ambiente brasileira, Isabella Teixeira, diz que acordo vai abrir uma "nova fase de combate" às alterações climáticas
Ministra do Ambiente brasileira, Isabella Teixeira, diz que acordo vai abrir uma 'nova fase de combate' às alterações climáticas FOTO: Getty Images

A ministra do Ambiente brasileira, Isabella Teixeira, saudou no sábado o novo acordo do clima, obtido em Paris, considerando que vai abrir uma "nova fase de combate" às alterações climáticas.

"O acordo reflete todas as posições que o governo brasileiro defendeu. Trata-se de uma visão equilibrada entre mitigação [redução das emissões de gases com efeito de estufa, GEE] e adaptação", sublinhou.

Isabella Teixeira acrescentou que o documento "traz a questão da transparência do sistema único, garantindo os meios para que os países em desenvolvimento possam criar os seus sistemas, assegurando a soberania nacional, mas também apoios para a aplicação" desses sistemas.

O acordo de Paris vai entrar em vigor em 2020.

A Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP21) aprovou um acordo global vinculativo entre 195 países, desenvolvidos e em desenvolvimento, que se comprometem a caminhar para uma economia de baixo carbono e tomarem medidas para limitarem o aquecimento global da atmosfera até 2100 a 1,5 graus centígrados, em relação aos valores médios da era pré-industrial. 

Isabella Teixeira Paris Conferência das Nações Unidas meteorologia alterações climáticas política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)