Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Brasileira presa no aeroporto de Barajas

Uma brasileira de 27 anos está desde segunda-feira trancada numa sala do Aeroporto de Barajas, em Madrid, incomunicável e com pouco acesso a comida, esperando ser deportada para o Brasil no próximo domingo.
14 de Março de 2008 às 00:30
Janaína Agostinho tem toda a documentação exigida para a entrada de um brasileiro na Espanha, mas apesar disso – e a exemplo do que tem acontecido a inúmeros compatriotas seus nos últimos tempos – foi impedida de entrar no país.
A jovem ia ter com o noivo espanhol, Esteban, a Madrid para conhecer a família dele e passarem vinte dias juntos. Janaína tem passaporte válido, chegou a Espanha com 500 euros no bolso, reserva em hotel e viagem de volta ao Brasil, mas nem isso demoveu os polícias que a detiveram ao chegar a Barajas, confiscaram-lhe os documentos, bagagem e telemóvel. A alegação é que Janaína não soube informar os pontos turísticos que iria visitar e não conhecia nada do país, o que levantou a suspeita de que fosse mais uma imigrante ilegal.
Casos como este têm sido denunciados diariamente na imprensa internacional e fizeram o Brasil tomar a decisão de impedir também a entrada de espanhóis, o que deixou as relações entre os dois países muito tensas.
Para tentar resolver a questão, Celso Amorim, ministro dos Negócios Estrangeiros de Brasília, telefonou ao homólogo espanhol, Miguel Angel Moratinos, que lhe garantiu ir pedir ao ministro do Interior, Alfredo Perez Rubalcalba, para diminuir as exigências feitas a brasileiros que chegarem às fronteiras espanholas até ao início de Abril.
Nessa altura, refira-se, após a formação do novo governo de Madrid, ministros dos dois países vão reunir-se para tentarem pôr um ponto final na crise diplomática.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)