Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Líder trabalhista diz que suspensão do parlamento "é inaceitável"

Corbyn afirma que Boris Johnson "tem de responder perante o parlamento".
Lusa 28 de Agosto de 2019 às 15:42

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, afirmou esta quarta-feira que a decisão do primeiro-ministro de suspender o parlamento até 14 de outubro "não é aceitável" e que Boris Johnson "tem de responder perante o parlamento".

"Protestei nos termos mais fortes em nome do meu partido e de todos os outros partidos que vão unir-se para dizer que suspender o parlamento não é aceitável", disse Corbyn numa declaração a vários 'media'.

"O que o primeiro-ministro está a fazer é uma espécie de assalto à democracia para forçar uma saída da União Europeia sem acordo. De que tem ele tanto medo para suspender o parlamento e impedir o parlamento de discutir estas questões?", questionou.

Partido Trabalhista Jeremy Corbyn Boris Johnson política parlamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)