Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Brittany Maynard decidiu adiar a morte

A norte-americana, de 29 anos, que decidiu morrer, no sábado, por meio de eutanásia, diz agora que não é a altura certa.
P.Z.G. 30 de Outubro de 2014 às 11:28
A norte-americana, de 29 anos, que decidiu morrer por meio de eutanásia no sábado diz agora que "não é a altura certa".

A três dias da data em que decidiu morrer, Brittany Maynard, a jovem norte-americana de 29 anos com um tumor maligno no cérebro, mudou de ideias. Num vídeo publicado esta quarta-feira no site do Fundo Brittany Maynard, a jovem, que tinha anunciado antes que no próximo sábado queria "morrer com dignidade", justifica o que a levou a adiar este dia.


"Faço-o porque ainda me sinto bem, ainda tenho felicidade suficiente. Ainda consigo sorrir com a minha família e amigos, o quanto baste para perceber que não é a altura certa [para morrer]. Mas sei que vai chegar, sinto-me pior de semana para semana", justifica Brittany, que teve duas convulsões no mesmo dia, durante a semana que passou.

 

O marido, Dan Diaz, apoia a decisão de mulher: "Vivemos um dia de cada vez. É um cliché, mas é mesmo assim."

No vídeo (que pode ver no final deste texto), Brittany Maynard emociona-se ao falar dos seus sonhos. Confessa que gostava de vencer o cancro, mas sabe que não vai acontecer. Assim quer apoiar a mãe e o marido, para garantir que este, após a sua morte, consiga ser feliz e constituir família.

"Se chegar o dia 2 de novembro e eu morrer, espero que a minha família ainda se orgulhe de mim e das escolhas que fiz. Se ainda estiver viva, vamos continuar juntos no amor que temos uns pelos outros. O meu objetivo principal é garantir que a minha família e os meus amigos saibam o quanto os amo", conclui a norte-americana entre lágrimas.

Clique na imagem para ver o vídeo (em inglês):

norte-americana EUA eutanásia Brittany Maynard adia morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)