Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Brown acusado de violar neutralidade

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, foi acusado de violar o pacto de neutralidade das eleições presidenciais nos EUA ao elogiar o candidato democrata, Barack Obama, num artigo escrito para a revista ‘Parliamentary Monitor’.
10 de Setembro de 2008 às 12:54
O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown
O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown FOTO: AFP

A oposição conservadora britânica já pediu ao chefe de Governo explicações sobre o conteúdo do artigo, na qual Brown afirma que Obama e o Partido Democrata oferecem as melhores soluções aos problemas económicos dos EUA.

Segundo esse artigo, o primeiro-ministro britânico defende que os líderes progressistas como ele e os seus equivalentes nos EUA, Austrália e Nova Zelândia eram os mais indicados para enfrentar a crise económica mundial.

Entretanto, segundo avança a ‘BBC’, um membro da equipa do candidato republicano, John McCain, contactou com a Embaixada do Reino Unido, em Washington, para expressar a sua preocupação com o respectivo artigo.

O responsável dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, reprovou o artigo de Brown, mencionando que “um primeiro-ministro deve poder trabalhar com qualquer dos candidatos presidenciais após as eleições nos EUA, e não assumir uma posição ou passar essa impressão”.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)