Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Bruxelas considera inaceitável atraso de vacina da AstraZeneca e admite ações para cumprimento do contrato

Comissária europeia da saúde notou que ainda persistem "questões e importantes e sérias".
Lusa 25 de Janeiro de 2021 às 17:49
Vacina da AstraZeneca
Vacina da AstraZeneca FOTO: Reuters
A Comissão Europeia considerou esta segunda-feira "inaceitável" o anúncio da farmacêutica AstraZeneca de que facultará menos doses da vacina covid-19 à União Europeia (UE) do que acordado, e admite avançar com "qualquer ação necessária" para exigir o cumprimento do contrato.

"Na passada sexta-feira, a AstraZeneca anunciou surpreendentemente à Comissão e aos Estados-membros da UE que pretende entregar doses consideravelmente menores, nas próximas semanas, do que acordado e anunciado. Este novo planeamento não é aceitável para a UE", disse hoje a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides.

Numa curta declaração à imprensa após uma reunião por videoconferência entre o executivo comunitário, a farmacêutica e representantes dos 27 Estados-membros da UE, a responsável notou que ainda persistem "questões e importantes e sérias".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
União Europeia Bruxelas AstraZeneca Comissão Europeia UE Estados-membros política
Ver comentários