Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Bush admite usar a força no Irão

O Presidente norte-americano, George W. Bush, reafirmou esta segunda-feira a vontade de resolver a crise nuclear do Irão por meios diplomáticos, mas preveniu a aquele país que empregará a força se for preciso defender o seu aliado Israel.
20 de Março de 2006 às 20:38
“Já disse claramente que empregarei a força militar para proteger o nosso aliado, Israel. A ameaça representada pelo Irão, tem como objectivo declarado de destruir o nosso importante aliado, Israel. É uma ameaça séria”, afirmou Bush durante uma reunião pública em Cleveland (Ohio).
No entanto, o presidente norte-americano pretende resolver a questão por via pacífica: “O nosso objectivo é resolver este problema de forma diplomática”.
As declarações anti-israelitas de Ahmadinejad, conjugadas com o programa balístico iraniano, reforçaram aos olhos dos Estados Unidos e dos seus aliados a necessidade de impedir a República islâmica de enriquecer o urânio, que pode ser desviado para fabricar a arma nuclear.
O Conselho de Segurança já tem o dossier e tenta actualmente ultrapassar as suas divergências para alcançar uma reacção concertada ao desafio iraniano. Entre os Cinco Grandes do Conselho de Segurança, a Rússia e a China opõem-se aos pontos de vista defendidos pelos Estados Unidos, a França e a Grã-Bretanha.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)