Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

BUSH ENTREVISTADO POR TELEVISÕES ÁRABES

O presidente norte-americano, George W. Bush, vai ser entrevistado esta quarta-feira em dois canais de televisão árabes, para tentar minimizar as críticas e má imagem causadas pelo escândalo de maus tratos e humilhações infligidas por soldados dos EUA a prisioneiros iraquianos detidos na prisão de Abu Ghraib, situada nos arredores de Bagdad.
5 de Maio de 2004 às 08:29
BUSH ENTREVISTADO POR TELEVISÕES ÁRABES
BUSH ENTREVISTADO POR TELEVISÕES ÁRABES FOTO: d.r.
Segundo fez saber o porta-voz da Casa Branca, Scott McClellan, as entrevistas do presidente norte-americano serão concedidas às televisões Al Hurra (Liberdade), um canal em língua inglesa criado pelos EUA após a operação militar no Iraque, e Al-Arabiya, um canal de língua árabe sediado no Dubai. Bush será ainda entrevistado por vários jornais árabes.
McClellan adiantou que, durante a sua intervenção, o presidente norte-americano qualificará os abusos cometidos pelos soldados dos EUA como “vergonhosos” e “inaceitáveis”. “O presidente falará directamente ao mundo árabe”, assinalou, por sua vez, a conselheira de Segurança Nacional, Condoleezza Rice.
ABUSOS INVESTIGADOS
Na sequência do escândalo causado pelas imagens publicadas na Imprensa mundial mostrando os maus tratos infligidos aos prisioneiros iraquianos, o Exército norte-americano anunciou, entretanto, que estão a decorrer, desde Dezembro do ano passado, investigações criminais sobre 35 casos de supostos abusos cometidos em prisões militares no Iraque e Afeganistão.
De acordo com informação avançada pelo general norte-americano Donald Ryder, responsável pela Justiça militar, entre os casos que estão a ser investigados encontram-se 25 mortes de prisioneiros, duas das quais suspeitas de terem sido causadas por um soldado dos EUA e por um elemento que trabalhava para a CIA.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)