Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

BUSH PODE DECIDIR SOZINHO

Os conselheiros legais da Casa Branca concluíram que o presidente norte-americano, George W. Bush, não precisa do acordo do Congresso para lançar um ataque militar contra o Iraque.
27 de Agosto de 2002 às 00:40
A conclusão foi ontem adiantada ao jornal “Washington Post”, pelos responsáveis da administração Bush, com base na Constituição norte-americana, que faz do presidente o comandante máximo das Forças Armadas, e em duas resoluções adoptadas em 1991 e 2001.

Apesar de alguns administradores considerarem que a autorização do Congresso não é necessária, outros argumentam que este apoio deve ser sempre requisitado, de maneira a contribuir para o apoio do público. Esta é, pelo menos, a opinião do ex-secretário de Estado, James Baker, que afirma que Bush não deve lutar “sozinho” contra o presidente iraquiano Saddam Hussein.

“Apesar dos EUA terem o sucesso praticamente garantido, devemos tentar ao máximo não agir sozinhos e o presidente deve rejeitar qualquer conselho que vá neste sentido”, escreveu Baker no jornal “New York Times” de domingo. Um porta-voz da Casa Branca reiterou, contudo, que o presidente Bush consultará o Congresso sobre qualquer decisão que diga respeito a um possível ataque ao Iraque.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)