Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Caçada a pisar forte na estrada

Depois dos arrebatamentos amorosos, quando chegava junto do guarda-costas, a princesa costumava perguntar: “Não se passa nada Ken?” Wharfe respondia sempre calmamente: “Claro que não, minha senhora. Sabe que a minha única preocupação é salvaguardar a sua segurança.”
21 de Agosto de 2007 às 00:00
Caçada a pisar forte na estrada
Caçada a pisar forte na estrada
O pior acabou, contudo, por acontecer no regresso de uma das idas secretas à casa da mãe de James Hewitt. Diana quis conduzir e foi apanhada por uma brigada da polícia a acelerar a 160 km/hora. O apitar e a luz da patrulha puseram a princesa em pânico. Mal parou, disse logo: “Ken, vais ter de resolver isto!”. Calmo, o guarda-costas observou apenas: “Lamento minha senhora, mas é a condutora.”.
O polícia ficou estupefacto ao perceber que fizera parar a princesa de Gales. Ken Wharfe conta que saiu do carro e depois de se identificar disse ao agente, de forma que a princesa não ouvisse, que devia fazer como entendesse. Diana saiu também do carro e o que tinha à espera era uma ‘delicada reprimenda’. Reagiu de cabeça baixa e olhos no chão. Beneficiou pelo facto de ser princesa na questão da multa e percebeu como escapara à tangente de uma notificação que denunciaria uma viagem secreta e comprometedora. A partir deste episódio passou não apenas a conduzir com mais cuidado como a reduzir as suas fugas. O que não serviu de grande coisa na relação conjugal, pois Carlos já devia saber de tudo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)