Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

CADÁVER DE BIGLEY LARGADO PERTO DE BAGDAD

O cadáver decapitado do engenheiro britânico Kenneth Bigley, assassinado por sequestradores no Iraque após 3 semanas de cativeiro, foi largado numa zona a sul da capital iraquiana, Bagdad, reveleram à agência Reuters fontes próximas da resistência armada.
12 de Outubro de 2004 às 15:20
Bigley, 62 anos de idade, foi decapitado na passada quinta-feira por seguidores de Abu Musab al-Zarqawi, operacional jordano que, alegadamente, lidera as actividades da organização terrorista al-Qaeda no Iraque. É o homem mais procurado pelo comando militar norte-americano naquele país.
Ontem à noite foi lançado um ataque aéreo contra o mais emblemático restaurante em Falluja, na sequência da suspeita de que Zarqawi ali estaria. O edifício ficou destruído, morreram alguns civis, mas o alvo não foi atingido.
Fontes próximas da resistência armada iraquiana não só revelaram à Reuters o local onde foi largado o cadáver de Bigley como garantiram que o britânico foi morto em Latifiya, cidade a cerca de 35 quilómetros a sudoeste de Bagdad. Não há qualquer confirmação independente sobre estas revelações e o governo britânico mantém a versão (à hora desta notícia) de que o corpo ainda não foi encontrado.
Bigley e dois colegas de trabalho norte-americanos foram raptados de sua casa em Bagdad no mês passado. Os sequestradores exigiram a libertação de todas as mulheres de duas prisões no Iraque sob tutela anglo-norte-americana. A coligação garantiu não ter qualquer mulher presa nas instalações referidas.
Os dois norte-americanos foram decapitados pouco depois de terem sido feitos reféns e as imagens dos assassinatos foram colocadas na Internet, tal como havia de acontecer com Bigley. Presume-se que o britânico tenha conseguido fugir pouco antes de ter sido executado, na passada quinta-feira. Mas a esperança durou apenas meia-hora.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)