Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Cadeias angolanas ultrapassam capacidade em mais de cinco mil reclusos

Informação foi avançada pelo Ministério do Interior de Angola.
Lusa 6 de Janeiro de 2020 às 20:53
Prisão xxx
Prisão
Prisão xxx
Prisão
Prisão xxx
Prisão
As cadeias angolanas ultrapassaram a sua capacidade em mais de 5.000 reclusos, devido ao elevado número de prisões preventivas, que constituem metade da população prisional, informou esta segunda-feira o Ministério do Interior de Angola.

Segundo o diretor nacional do Gabinete de Comunicação Institucional e de Imprensa do Ministério do Interior, Waldemar José, os estabelecimentos prisionais angolanos albergam atualmente mais de 26.000 reclusos, quando têm uma capacidade para cerca de 21.000 pessoas.

"Estamos com metade da população reclusa em prisão preventiva, alguns dos quais em excesso de prisão preventiva, o que quer dizer que havendo maior celeridade processual o número de presos condenados seria muito inferior", referiu.

Waldemar José, que fazia o balanço final das operações policiais durante as festividades de final do ano, frisou que a situação a nível de todas as cadeias no país foi estável.

"Registamos a fuga de seis indivíduos em Benguela, não num estabelecimento penitenciário, mas sim em celas de uma unidade policial, no momento em que se registava uma chuva intensa. Houve um colapso dos mecanismos de segurança e tiraram proveito para evadir-se", salientou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)