Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Campanha anticorrupção na China atinge a cúpula do poder

Detido o antigo chefe da Segurança do país.
6 de Dezembro de 2014 às 09:05
Nas zonas remotas da China rural subsistem tradições que no resto do país caíram em desuso
Nas zonas remotas da China rural subsistem tradições que no resto do país caíram em desuso FOTO: Reuters

A campanha anticorrupção na China deu um histórico passo em frente este sábado, com o anúncio da prisão do antigo chefe da Segurança Zhou Yongkang, considerado até há pouco tempo um dos homens mais poderosos do país.

Zhou Yongkang, 72 anos, é o primeiro ex-membro do Comité Permanente do Politburo do Partido Comunista Chinês (PCC) preso por corrupção desde a fundação da Republica Popular da China, em 1949.

Em julho passado, a Comissão Central de Disciplina do PCC anunciou que estava a investigar Zhou Yongkang, mas especulava-se sobre se a atual liderança teria força para enviar o caso para as instâncias judiciais e processá-lo criminalmente.

"A Suprema Procuradoria Popular abriu uma investigação sobre os suspeitos crimes de Zhou Yongkang e decidiu prendê-lo de acordo com a lei", anunciou a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua hoje de madrugada (hora local).

O Comité Permanente do Politburo do PCC, composto apenas por sete elementos e liderado pelo secretário-geral do partido, o cargo político mais importante do país, é a cúpula do poder na China.

Durante os cinco anos em que fez parte daquele órgão, até novembro de 2012, Zhou Yongkang supervisionou o aparelho de Segurança da China, incluindo policia e tribunais. Diz-se que dispunha de um orçamento superior ao das Forças Armadas.

Zhou Yongkang aderiu ao PCC em 1964 e fez grande parte da sua carreira no setor petrolífero, um dos mais ricos monopólios estatais. Antes de chegar ao topo do poder, dirigiu a organização do Partido na província de Sichuan, no sudoeste da China, e foi ministro da Segurança Pública.

China chefe da Segurança Zhou Yongkang anticorrupção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)