Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Canadá desaconselha viagens para Timor-Leste

O governo do Canadá condenou na noite de segunda-feira (hora local) os atentados contra a vida do presidente timorense, José Ramos-Horta, e do primeiro-ministro, Xanana Gusmão, desaconselhando os cidadãos canadianos a viajarem para aquele país.
12 de Fevereiro de 2008 às 02:38
Em comunicado, divulgado em Otava, o chefe da diplomacia canadiana, Maxime Bernier, manifestou a preocupação do governo com a situação de Timor e desejou as melhoras a Ramos-Horta.
“O Canadá está preocupado com as tentativas de assassínio do presidente de Timo-Leste e Prémio Nobel, José Ramos-Horta, e do primeiro-ministro, Xanana Gusmão. Desejamos uma rápida e total recuperação ao presidente”, pode ser lido na nota.
Barnier condenou “veemente” os ataques, retirando a confiança no governo de Timor-Leste e na missão das Nações Unidas que visa assegurar a lei e ordem no país.
O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) do Canadá recomendou ainda os cidadãos para só viajarem para Timor-Leste em caso de extrema necessidade, assim como a todos os canadianos que se encontrem naquele país a partir.
Aos cidadãos que optem por permanecer na antiga colónia portuguesa, os MNE canadiano aconselha a estarem “num nível elevado de alerta”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)