Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Canadá recusa estrangeiros pouco qualificados

Até dezembro, 70 mil trabalhadores vão deixar o país.
9 de Maio de 2015 às 08:37
Bandeira do Canadá
Bandeira do Canadá FOTO: Getty Images

O primeiro-ministro canadiano, Stephen Harper, disse que durante a sua liderança governamental o Canadá não terá uma "classe permanente" de trabalhadores pouco qualificados que fiquem "para sempre" como temporários.


"Este país, enquanto eu for primeiro-ministro, não terá uma política em que tenhamos uma classe permanente pouco qualificada de pessoas que são denominadas de 'temporárias' mas que se encontram aqui há muito tempo sem os direitos à cidadania e à mobilidade", afirmou Stephen Harper, em conferência de imprensa, na sexta-feira.


Em 2011, o Governo conservador estabeleceu o prazo de 1 de abril de 2015 para os trabalhadores estrangeiros temporários com poucas qualificações optarem entre tornarem-se residentes permanentes ou regressaram ao país de origem.


Segundo a comunicação social canadiana, até ao final do ano cerca de 70 mil trabalhadores estrangeiros temporários terão de abandonar o Canadá.

Stephen Harper Canadá trabalhadores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)