Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Candidato a vereador abatido com 30 tiros

Cerciran dos Santos Alves tinha 45 anos.
25 de Agosto de 2016 às 23:27
Cerciran dos Santos Alves era candidato a vereador pelo Partido da Social Democracia Brasileira
Cerciran dos Santos Alves era candidato a vereador pelo Partido da Social Democracia Brasileira FOTO: Direitos Reservados
Um empresário e candidato a vereador nas eleições municipais brasileiras do próximo mês de Outubro foi executado à queima-roupa numa rua da cidade do Guarujá, elegante área de praia e turismo no litoral do estado de São Paulo.

Cerciran dos Santos Alves, de 45 anos, conhecido como Celso do Transporte, foi alvejado por pelo menos 30 tiros, a maior parte dos quais o atingiu.

O candidato a vereador foi atingido ao chegar de carro perto do comité político de onde comandava a sua campanha, no bairro Jardim Boa Esperança. Antes de ter conseguido sair do automóvel, desconhecidos usando pistolas 380 e .40, exclusivas das forças de segurança mas também usadas ilegalmente pelo crime organizado, aproximaram-se do veículo e atiraram contra o político, que teve morte imediata.

Estevan Gabriel Urso, o inspector da Polícia Civil (Judiciária) que investiga a execução afirmou horas depois que nenhuma hipótese vai ser deixada de lado, entre elas crime político, vingança pessoal ou acerto de contas por algum motivo ainda não apurado. Para Estevan, o elevado número de disparos efectuados contra Cerciran evidencia que quem o executou ou mandou matar tinha muito ódio do candidato a vereador.

Cerciran dos Santos Alves era dono de uma empresa de transportes e de um buffet e ao longo da sua vida profissional foi director de sindicatos de transportadores. Ele era candidato a vereador pelo PSDB, Partido da Social Democracia Brasileira, que apoia o actual governo do presidente interino, Michel Temer, e a sua execução, ainda mais da forma brutal como aconteceu, chocou os habitantes da cidade. (FIM).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)