Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

CANNABIS COM PRESCRIÇÃO MÉDICA NA HOLANDA

A Holanda tornou-se esta segunda-feira no primeiro país a adoptar a droga cannabis como medicamento no tratamento de doenças crónicas como cancro, infecção com o vírus da SIDA e esclerose múltipla. Apesar de pressões por parte da Inglaterra, Austrália e Estados Unidos, para que o cannabis não fosse administrado como medicamento, o Ministério da Saúde holandês avançou com esta acção.
1 de Setembro de 2003 às 15:07
Após um estudo efectuado no sentido de averiguar os efeitos do cannabis em doenças crónicas, verificou-se que esta droga é benéfica quando aplicada a doentes com dores, náuseas ou perdas de apetite em casos de cancro e HIV, reduzindo substancialmente pasmos provenientes da esclerose múltipla.
Os médicos holandeses só poderão emitir a administração de cannabis através de receitas médicas a doentes que apresentem estes sintomas. Só mediante estas receitas é que os pacientes poderão adquirir a droga nas farmácias.
Apenas duas companhias holandesas foram autorizadas a conceber em laboratório uma estirpe de cannabis, que será vendida exclusivamente ao Ministério da Saúde. Este abastecerá as farmácias com pequenos tubos contendo a dosagem certa a administrar.
A Holanda já é conhecida por ser pioneira em reformas sociais. Foi o primeiro país a legalizar a prática de eutanásia. A prostituição e a venda de cannabis em ‘coffee shops’ é regulamentada pelo Governo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)