Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Cantor de K-Pop Kris Wu condenado a 13 anos de prisão por violação de mulheres na China

"Wu Yifan aproveitou-se de três mulheres alcoolizadas na sua casa", disse o tribunal na conta oficial no WeChat.
Correio da Manhã 25 de Novembro de 2022 às 21:49
Kris Wu
Kris Wu FOTO: Reuters

Um Tribunal de Pequim, na China, condenou, esta sexta-feira, o cantor canadiano Kris Wu a 13 anos de prisão, após considerá-lo culpado de diversos crimes de violação sexual.

Esta decisão surge pouco mais de um ano depois do artista de ter sido ser preso na China, onde nasceu e construiu uma lucrativa carreira. O ex-integrante do grupo de K-pop, EXO, voltou à China em 2014 para seguir uma carreira a solo.

Segundo avança a CNN Brasil, o tribunal revelou que, de novembro a dezembro de 2020, o artista de 32 anos, também conhecido como Wu Yifan, violou três mulheres na China.

"Wu Yifan aproveitou-se de três mulheres alcoolizadas na sua casa", disse o tribunal, na conta oficial no WeChat.

Wu foi detido a 31 de julho do ano passado, depois de uma estudante chinesa de 18 anos o acusar publicamente de a ter obrigado, assim como a outras raparigas, algumas delas menores, a ter relações sexuais com ele.

Na altura, a estudante disse que Wu lhe ofereceu bebidas alcoólicas e depois a atraiu para terem relações sexuais. Na altura a jovem tinha 17 anos, segundo a CNN Brasil.

O tribunal também o considerou culpado do crime de reunir pessoas para se envolverem em promiscuidade sexual em julho de 2018.

A embaixada canadiana em Pequim não respondeu a um pedido de resposta da Reuters, embora os meios de comunicação estatais tenham dito que as autoridades compareceram à audiência.

K-Pop Kris Wu China Tribunal de Pequim crime lei e justiça
Ver comentários
C-Studio