Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Capitais venezuelanos investigados

Delegação do partido Primeiro Justiça vai a Espanha.
18 de Abril de 2015 às 15:54
Delegação pretende recolher informações sobre o alegado branqueamento de capitais através do Banco de Andorra
Delegação pretende recolher informações sobre o alegado branqueamento de capitais através do Banco de Andorra FOTO: Getty Images

O partido opositor venezuelano Primeiro Justiça anunciou este sábado que uma delegação daquele organismo viajará, nas próximas horas (noite em Lisboa), para Espanha para recolher informações sobre o alegado branqueamento de capitais através do Banco de Andorra.


"Uma comissão de deputados opositores viajará este sábado (noite em Lisboa) a Espanha para recolher informação e provas sobre o caso de branqueamento de dólares venezuelanos no Banco de Andorra", anunciou o partido através dum comunicado.


O documento explica que a delegação será presidida pelo deputado Júlio Montoya e questiona a decisão do Governo de Caracas de mandar investigar os venezuelanos que solicitaram divisas (dólares) para viajar ao estrangeiro, mas não teriam realizado a viagem.


"O mais grave é o caso de 11 venezuelanos que roubaram 7 mil milhões de dólares, o que representa quase a totalidade do que gastaram milhares de venezuelanos viajando e comprando coisas para o lar", disse.


Segundo a imprensa venezuelana a delegação opositora espera reunir-se com dirigentes do Partido Popular e do PSOE e entregar um relatório ao Tribunal de Contas espanhol. Também irão reunir com outros parlamentares espanhóis e representantes das autoridades de Andorra que investigam o alegado branqueamento de capitais venezuelanos.

Primeiro Justiça capitais Venezuela
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)