Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Cargueiros retidos no Brasil desde junho regressam ao Irão

Irão tinha ameaçado suspender importações de milho e outros produtos, se a Petrobras não abastecesse os dois cargueiros da empresa iraniana.
Lusa 28 de Julho de 2019 às 07:58
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Navio Bavand
Os dois cargueiros iranianos, retidos desde o início de junho em águas do Brasil, zarparam no sábado rumo ao Irão, depois de abastecidos pela Petrobras, anunciaram as autoridades portuárias.

O Supremo Tribunal brasileiro tinha ordenado, há alguns dias, ao gigante petrolífero brasileiro Petrobras que abastecesse os dois navios, Bavand e Termeh, retidos no país devido às sanções norte-americanas.

A Petrobras confirmou ter abastecido os dois navios, depois de ter explicado que a decisão de não fornecer combustível foi tomada por a companhia proprietária dos cargueiros iranianos estar numa "lista negra" da agência federal norte-americana OFAC, responsável pelas sanções financeiras.

O Irão tinha ameaçado suspender das importações de milho e de outros produtos brasileiros, se a Petrobras não abastecesse os dois cargueiros da empresa iraniana Sapid Shipping, retidos em Paranaguá, desde 08 e 09 de junho, respetivamente.

Este incidentes ocorre num momento de agravamento das tensões no golfo Pérsico, na sequência da retirada dos Estados Unidos, em maio do ano passado, do acordo nuclear com o Irão e do reestabelecimento de sanções norte-americanas contra Teerão.
Irão Brasil Petrobras cargueiros detenção viagens importações milho produtos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)