Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Casal filma-se a fazer sexo no altar de igreja e é alvo de investigação policial

Padres receberam vídeo explícito no WhatsApp. Imagens terão sido divulgadas pelos intervenientes.
Correio da Manhã 4 de Novembro de 2021 às 19:23
Casal filma-se a fazer sexo no altar de igreja e é alvo de investigação policial
Casal filma-se a fazer sexo no altar de igreja e é alvo de investigação policial FOTO: Direitos Reservados

A pequena localidade de Bree, na Bélgica, vive por estes dias um verdadeiro escândalo, após se tornarem virais imagens que mostram um casal a fazer sexo no altar da igreja local, a Igreja de Sint-Michiels.

De acordo com o The Brussels Times, após o vídeo explícito ter sido divulgado amplamente nas redes sociais, a polícia abriu uma investigação e está à ‘caça’ dos envolvidos. A identidade dos membros do casal não foi divulgada, mas as autoridades adiantam que estão em causa dois crimes, um de atos obscenos e outro de distribuição de material pornográfico, já que terá sido o casal a divulgar as imagens.

No vídeo, é possível ver o casal, atrás do altar, com a mulher debruçada sobre a mesa. O homem está atrás dela, a gravar durante o ato, trocado o telemóvel de mão enquanto vai agarrando a cintura da parceira.

Segundo o diácono local, Jaak Janessen, a queixa às autoridades não partiu dos párocos. "Não sei os detalhes, mas não fomos nós a decidir apresentar a queixa, apesar de considerarmos isto absolutamente inaceitável. Não é só a indecência em público: eles estão também a abusar da igreja", considerou.

Já Ernest Essers, padre e responsável pela administração da igreja, adianta que os párocos receberam o vídeo por WhatsApp na passada sexta-feira. "Não é aceitável. Queríamos lidar com isto discretamente, mas tornou-se impossível. Fomos apanhados de surpresa [pelo facto de o vídeo se tornar viral]. Vamos avançar com uma segunda queixa, para garantir que este caso não é esquecido", afirmou o responsável.

Segundo as autoridades, a igreja tem várias câmaras de videovigilância desde que foi restaurada, o que ajudará a identificar os envolvidos, a hora e o dia em que tudo aconteceu. "Várias pessoas têm vindo à nossa igreja para ver o resultado dos esforços de restauro. Mas nenhuma fez aquilo que aquele casal fez!", termina, em choque, o pároco.

Bree Bélgica Igreja de Sint-Michiels religião sexo sexualidade
Ver comentários