Parlamento regional da Catalunha leva caso Puigdemont a tribunal europeu

Catalão está a ser acusado de crimes de rebelião, sedição e peculato.
Por Lusa|13.02.18
  • partilhe
  • 4
  • +

O parlamento catalão anunciou esta terça-feira que vai apresentar, junto do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, um recurso a pedir que o independentista Carles Puigdemont possa ser investido como presidente daquela comunidade autónoma espanhola.

A assembleia, com uma maioria de deputados independentistas, sublinha em comunicado que o presidente deste órgão, Roger Torrent, vai apresentar "um pedido de medidas preventivas" para "proteger os direitos de Puigdemont para se apresentar de forma efetiva ao debate de investidura".

Carles Puigdemont, acusado de crimes de rebelião, sedição e peculato, fugiu para a Bélgica em finais de outubro de 2017, depois de o Governo central espanhol ter dissolvido o parlamento da Catalunha, destituído o executivo regional que presidia e convocado eleições regionais na sequência de um processo de independência ilegalizado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!