Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Cem euros alimentam uma criança refugiada durante um ano

Uma refeição custa cerca de 29 cêntimos.
17 de Novembro de 2015 às 10:38
Cem euros doados por um português para apoiar refugiados alimentam uma criança síria em Beirute durante um ano
Cem euros doados por um português para apoiar refugiados alimentam uma criança síria em Beirute durante um ano FOTO: EPA

Cem euros doados por um português para apoiar refugiados no Líbano alimentam uma criança síria em Beirute durante um ano, com o apoio de Portugal a chegar para já a 1.720 meninos e meninas.

"Uma refeição custa cerca de 29 cêntimos, portanto, com 102 euros conseguimos proporcionar uma refeição durante um ano letivo a uma criança", números explicados por Ana Franco Sousa, do Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS) de Portugal, que admitiu não ter ainda apoios para todo o ano, mas garantiu que o que existe irá chegar "ao máximo de tempo possível".

Ana Franco Sousa, em representação do JRS Portugal, em Beirute a conhecer o apoio que está a ser dado aos refugiados com a ajuda dos portugueses, explicou à agência Lusa que esse apoio está concentrado no Vale de Bekaa, em cinco escolas.

Tudo graças ao apoio da Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) e, em última análise, dos cidadãos portugueses, através da organização de eventos e transferência de dinheiro.

"Acho que os portugueses têm sido muito generosos", frisou Ana Franco Sousa. A PAR e o JRS, explicou a mesma responsável, tem preferido os apoios em dinheiro, porque se for em géneros, além de implicar uma logística dispendiosa, também vai desestabilizar o comércio e a agricultura locais.

Esta semana no Líbano, onde os refugiados já são 30 por cento da população, Ana admitiu que a JRS Portugal só ficou mais sensibilizada para a questão no país quando começou a crise de refugiados na Europa.

Hoje, com crianças que por vezes só têm uma refeição por dia, a oferecida pelos portugueses, Ana falou também da violência sexual sobre as mulheres, dos homens e crianças recrutados para grupos armados, das pessoas que perdem casas e vão perdendo a família. E entende os hoje 1,5 milhões de sírios a viver no Líbano.

Líbano Beirute Ana Franco Sousa Serviço Jesuíta aos Refugiados JRS refugiados alimentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)