Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas

Avenida da Marina de Barcelona, encheu-se de manifestantes em protesto contra as sentenças proferidas do Supremo Tribunal contra os líderes.
Lusa 26 de Outubro de 2019 às 21:24
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas
Cerca de 350 mil pessoas reclamam em Barcelona pela libertação de independentistas

Cerca de 350 mil pessoas, segundo a Guarda Urbana de Barcelona, manifestaram-se esta tarde em Barcelona sob o lema "Liberdade", numa demonstração de rejeição da sentença do Supremo Tribunal espanhol no passado dia 14 contra vários líderes independentistas.

A manifestação, convocada pela Assembleia Nacional Catalã (ANC), Òmnium Cultural e um grande grupo de entidades da sociedade civil e culturais, encheu a avenida da Marina de Barcelona, de acordo com a agência Efe, para protestar contra as sentenças proferidas pelo Supremo Tribunal contra os líderes do "procés", o caso que envolve o julgamento dos líderes catalães associados ao referendo independentista de 01 de outubro de 2017.

Vários milhares de pessoas convocadas pelos denominados Comités de Defesa da República (CDR) concentravam-se ainda, pelas 19h30 (18h30 em Lisboa), em frente à sede da Polícia Nacional, na Avenida Laietana de Barcelona, em frente a um forte dispositivo policial.

avenida da Marina de Barcelona Guarda Urbana de Barcelona Liberdade Supremo Tribunal política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)