Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Chama olímpica vai passar no Tibete

A China garantiu esta segunda-feira que a chama olímpica vai mesmo passar pelo Tibete, apesar das muitas manifestações que têm ocorrido por todo o Mundo para que tal não aconteça. Zhang Qingli, líder para o Tibete do Partido Comunista Chinês, afirmou que Pequim não vai ceder perante os protestos que pedem a alteração do percurso para evitar a região.
7 de Abril de 2008 às 10:10
Chama olímpica tem sido objecto de polémica
Chama olímpica tem sido objecto de polémica FOTO: AP

O percurso da chama olímpica tem sido marcado por numerosas manifestações, devido à resposta violenta das autoridades chinesas contra os tibetanos. Domingo, durante a passagem da tocha pelo centro de Londres, mais de três dezenas de pessoas foram detidas na sequência de protestos e tentativas para apagar a chama olímpica.

O Dalai Lama, líder espiritual tibetano a viver no exílio, já manifestou o seu apoio à realização dos Jogos Olímpicos em Pequim. Em relação às manifestações, comentou: “Os recentes protestos por todo o Tibete não só refutaram, mas também destruíram a propaganda levada a cabo pela China, segundo a qual, excepto alguns revolucionários, a maioria dos tibetanos tem uma vida próspera e está feliz”. Entretanto, a China continua a acusar o líder espiritual tibetano de ter organizado os protestos, iniciados a 10 de Março. Está previsto que a chama olímpica chegue a Pequim, na abertura dos Jogos Olímpicos, a 8 de Agosto.

APELO DO COMITÉ OLÍMPICO

O presidente do Comité Olímpico, Jacques Rogge, apelou hoje a uma resolução pacífica para a crise no Tibete.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)