Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Chávez arma-se contra os EUA

O presidente venezuelano Hugo Chávez anunciou a aquisição de milhares de espingardas de fabrico russo para serem usadas numa eventual “guerra de guerrilha” em caso de invasão norte-americana.
21 de Agosto de 2007 às 00:00
Falando no seu programa semanal ‘Alô presidente’, Chávez confirmou a compra de um número indeterminado de espingardas ‘Dragunov’ para atiradores furtivos, equipadas com miras telescópicas e sistemas de visão nocturna, para usar na “guerrilha” contra os EUA. “O poder militar faz parte do poder popular” e o seu fortalecimento “é a única forma de impedir o império (EUA) de concretizar a ameaça contra a nossa democracia”, afirmou o chefe de Estado venezuelano.
Chávez sublinhou a aquisição, nos últimos anos, de meio milhar de helicópteros, 24 caças Sukhoi-30 e cem mil metralhadoras Ak-103, tudo de fabrico russo, no âmbito deste esforço de preparação, e anunciou estar a ponderar a aquisição de helicópteros de transporte e submarinos russos. “Não se assustem, isto não é para atacar ninguém, mas para nos defendermos”, afirmou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)