Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Chefe da Lava Jato diz que Lula pode ser preso

Igor Romário de Paula afirma que detenção pode acontecer daqui a 30 ou 60 dias.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 28 de Janeiro de 2017 às 17:04
Lula da Silva
Lula da Silva FOTO: Direitos Reservados

Numa declaração que provocou grande alvoroço nos meios políticos, o chefe da Operação Lava Jato, delegado (inspector) federal Igor Romário de Paula, afirmou em entrevista ao site de notícias UOL que o ex-presidente Lula da Silva pode ser preso em breve. Lula já é réu na Lava Jato e ainda enfrenta outras investigações, que o delegado diz estarem perto de serem concluídas e poderem levar à prisão de Lula.

"Não acho que a gente perdeu o timing (para prender Lula da Silva). Esse timing pode ser daqui a 30 dias, daqui a 60 dias."-Afirmou o coordenador da Lava Jato, respondendo a críticas de outras autoridades policiais e da imprensa de que a operação anti-corrupção demorou tanto para prender o antigo governante que agora já não tem como o fazer.

A declaração provocou uma imediata reacção dos advogados de Lula, que anunciaram que vão processar Igor Romário de Paula. Segundo Cristiano Martins, um dos advogados do ex-chefe de Estado, a declaração pública do delegado comprova que há uma clara perseguição a Lula da Silva por parte de responsáveis pela Lava Jato, e que há uma tentativa deliberada de denegrir a imagem do antigo presidente.

Além dos problemas com a justiça, Lula da Silva enfrenta desde terça-feira um drama familiar. A sua mulher, Marisa Letícia, de 66 anos, sofreu nesse dia um acidente vascular cerebral hemorrágico, e desde então está internada em coma induzido numa UTI, Unidade de Tratamento Intensivo, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Igor Romário de Paula lava jato Lula da Silva preso detido
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)