Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Chefe de gabinete de Marine Le Pen acusada de falso emprego

Catherine Griset acusada de abuso de confiança.
22 de Fevereiro de 2017 às 19:45
A líder do partido de extrema-direita francês Frente Nacional, Marine Le Pen
A líder do partido de extrema-direita francês Frente Nacional, Marine Le Pen FOTO: EPA
A chefe de gabinete da líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, foi formalmente acusada de abuso de confiança na investigação em curso sobre falsos empregos no Parlamento Europeu, anunciou fonte judicial.

Catherine Griset, que há muito trabalha com le Pen, foi acusada no âmbito da investigação de alegações de que a líder da Frente Nacional (FN) defraudou o Parlamento Europeu em cerca de 340 mil euros.

Griset e um guarda-costas de Le Pen, Thierry Legier, foram hoje interrogados pela polícia anticorrupção, mas Legier não foi acusado.

O Parlamento Europeu acusa Le Pen de usar fundos parlamentares para pagar a dois funcionários que trabalharam para a FN em França e não nas instalações do órgão.

Le Pen recusou devolver os fundos alegadamente mal utilizados e o Parlamento Europeu começou a descontar mensalmente a quantia de 16 mil euros, até totalizar a verba em dívida.

A líder da FN tem repetidamente negado as acusações, que classifica como uma vingança política contra si.

Apesar das investigações de que foi alvo, as sondagens de opinião continuam a dar a vitória a Marine Le Pen na primeira volta das eleições presidenciais francesas, a realizar em abril.

As mesmas sondagens, todavia, antecipam uma derrota de marine Le Pen na segunda volta, em maio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)