Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

China: Ferrari chama à revisão 56 viaturas por defeito de fabrico

A Ferrari, fabricante automóveis de luxo, vai chamar à revisão 56 viaturas por causa de um defeito de fabrico, detectado pela Administração de Qualidade, Supervisão, Inspecção e Quarentena da China, organismo que autoriza a sua entrada no gigante asiático.
26 de Maio de 2012 às 10:31

Segundo anunciou o organismo na sua página electrónica, os veículos que a concessionária da Ferrari em Xangai deve retirar dizem respeito a 14 modelos fabricados antes de 7 de Outubro de 2011.

Aparentemente, o defeito encontra-se na parte que liga o motor do automóvel aos pistões que rodam impulsionando o movimento de rotação dos pistões que, por fim, movem as rodas.

O erro pode provocar mau funcionamento, falhas e mesmo acidentes, disse o organismo chinês num comunicado.

Outros 42 veículos importados da mesma marca de modelos fabricados antes de 5 de Dezembro de 2011 também serão colocados fora de circulação por excesso de óleo no circuito lubrificante, o que origina resíduos que podem mesmo causar a ruptura dos cilindros.

A Ferrari disponibilizou-se a fornecer gratuitamente os componentes com defeito nos veículos.

Em 2011, a Ferrari retirou na China 56 viaturas.

Os automóveis de luxo encontram na China um grande mercado, sendo que entre os jovens endinheirados o Ferrari é uma das marcas com mais saída.

Ferrari China defeito de fabrico
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)