Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

China: Mulher de Liu Xiaobo em prisão domiciliária

A mulher de Liu Xiaobo, o vencedor do Nobel da Paz 2010, está em prisão domiciliária na sua casa em Pequim depois de ter visitado o marido na cadeia para o informar do galardão.
10 de Outubro de 2010 às 20:26
Mulher de Liu Xiaobou está impedida de usar o telemóvel
Mulher de Liu Xiaobou está impedida de usar o telemóvel FOTO: Reuters

Liu Xia "está actualmente em prisão domiciliária no seu apartamento em  Pequim", disse à agência France Presse Beth Schanke, porta-voz da Freedom Now.   

Segundo a organização americana de defesa dos direitos do homem, Liu  Xia não pode receber a visita de familiares ou amigos e dos meios de comunicação  social e está ainda impedida de usar o telemóvel.   

Liu Xia visitou este domingo o marido na prisão, num encontro em que o dissidente  chinês disse, em lágrimas, que dedica o prémio às vítimas do massacre de  Tiananmen.  

Liu Xiaobo, condenado há cerca de um ano por actividades consideradas  "subversivas" cumpre uma pena de onze anos de prisão, na terceira detenção  do dissidente desde a sangrenta repressão do movimento pró-democracia da  Praça Tiananmen, em Junho de 1989.   

A atribuição do Nobel da Paz 2010 foi largamente ignorada pelos órgãos de informação chineses. A agência noticiosa oficial limitou-se a difundir  o protesto do governo contra a decisão do Comité Nobel norueguês, que considerou  "contrária aos objectivos do galardão".   

Liu Xiaobo foi escolhido "pela sua longa e não violenta luta pelos direitos  humanos básicos na China", disse o Comité Nobel Norueguês.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)