Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

China pede à ONU que lidere transição de poder em Tripoli

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Yang Jiechi, apelou esta quarta-feira ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para que a organização internacional desempenhe um "papel motor após o conflito na Líbia", garantindo uma transição pacífica.
24 de Agosto de 2011 às 12:41
Forças rebeldes na Líbia ocuparam, na terça-feira, o quartel-general  do coronel Muammar Kadhafi, cujo paradeiro se desconhece
Forças rebeldes na Líbia ocuparam, na terça-feira, o quartel-general do coronel Muammar Kadhafi, cujo paradeiro se desconhece FOTO: d.r.

A informação foi divulgada num de dois comunicados divulgados esta quarta-feira pela  diplomacia chinesa sobre a situação na Líbia.  

"A ONU deve ter um papel motor na fase depois do conflito na Líbia", lê-se no comunicado, citando o chefe da diplomacia de Pequim, que defende ainda a participação da União Africana (UA) e da Liga Árabe na reconstrução do país.  

Num segundo comunicado, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Jiang Yu, disse que Pequim "espera que o novo e futuro Governo tome medidas eficazes, reunindo todas as partes para restaurar a ordem social o mais rápido possível."   

"A China espera que a Líbia siga uma transição política sem sobressaltos",  acrescenta.  

Com importantes interesses económicos nos sectores do petróleo, construção e telecomunicações na Líbia, a China tem vindo a alterar progressivamente a sua postura relativamente ao movimento rebelde naquele país.  

Já esta semana deixou claro que quer continuar a sua relação económica com a Líbia, país de onde retirou, em fevereiro, cerca de 35 mil cidadãos chineses.  

O Ministério do Comércio chinês refere ter em curso 50 projectos na Líbia, com um valor total de investimento de 18 mil milhões de euros.  

As forças rebeldes na Líbia ocuparam, na terça-feira, o quartel-general  do coronel Muammar Kadhafi, cujo paradeiro se desconhece.   

china líbia tripoli onu kadhafi
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)