Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

China volta a acolher festival de carne de cão

Durante 9 dias de evento, estima-se o consumo entre 10 a 15 mil cães.
22 de Junho de 2020 às 18:54
Yulin Festival 2020
Yulin Festival - Imagem de arquivo
Mercado de venda de animais, na China
Yulin Festival 2020
Yulin Festival - Imagem de arquivo
Mercado de venda de animais, na China
Yulin Festival 2020
Yulin Festival - Imagem de arquivo
Mercado de venda de animais, na China
A China vai voltar a acolher o polémico festival de carne de cão. Durante 9 dias de evento, na cidade de Yulin, estima-se o consumo entre 10 a 15 mil cães. O festival começou este domingo, dia 21 e terá fim a 30 de junho.

A cidade que dá nome ao festival é uma celebração que decorre anualmente, desde 2009, e onde é comida carne de cão.

Apesar de ser um evento contestado a nível mundial, sendo alvo de várias petições para que seja proibida a sua realização, continuam a ser milhares as pessoas a marcar presença no festival. No entanto, e depois de toda a polémica em volta da venda e consumo de carne de cão, aliada às incertezas relativamente ao primeiro foco de contágio de coronavírus ter sido num mercado de animais, na China, há quem acredite que este será o último ano de festival.

"Espero que Yulin mude não só para o bem dos animais, mas também pela saúde e segurança da população", afirmou Peter Li, ativista pelos direitos dos animais, à Humane Society Internacional.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)