Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

CHUVA DE ESTRELAS MAIS LONGA VAI DURAR QUATRO MESES

A chuva de estrelas de maior duração registada até hoje pelos astrónomos começa a 1 de Fevereiro próximo, prolongando-se até finais de Maio, anunciou hoje o Centro de Astronomia da Academia de Ciências da Rússia (CAACR).
22 de Janeiro de 2003 às 15:42
Trata-se de uma das correntes mais famosas de meteoros, procedente da constelação Virgem. Á sua passagem é possível contemplar no céu, a cada hora nocturna, grupos de dez estrelas.

Esta chuva de meteoritos, considerada uma das mais antigas da galáxia, representa partículas de rocha e metal que, ao entrarem na atmosfera, aquecem até ficarem incandescentes gerando o fenómeno luminoso conhecido por estrelas cadentes.

Segundo o CAACR, o período de melhor visibilidade terá lugar entre os dias 15 e 28 de Março, a partir do hemisfério austral do planeta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)