Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Cidade egípcia com mais de três mil anos encontrada por arqueólogos

“The Rise of Aten” foi construída durante o reinado de Amenhotep III e no local permanecem ainda casas com paredes completas.
10 de Abril de 2021 às 08:07
A 'cidade perdida' encontrada por arqueólogos no Egipto
A 'cidade perdida' encontrada por arqueólogos no Egipto
A 'cidade perdida' encontrada por arqueólogos no Egipto
A 'cidade perdida' encontrada por arqueólogos no Egipto
A 'cidade perdida' encontrada por arqueólogos no Egipto
A 'cidade perdida' encontrada por arqueólogos no Egipto
Uma equipa de arqueólogos descobriu uma cidade antiga que estava oculta há séculos perto de alguns dos monumentos mais conhecidos do Egipto, no Cairo. 

A "cidade perdida de ouro" é uma das mais antigas e a "maior" já encontrada. É a descoberta mais importante desde a tumba usada pelo faraó Tutancâmon que se tornou famosa devido à riqueza e conservação dos tesouros encontrados nos interior, no Vale dos Reis. 

"The Rise of Aten", construída durante o reinado de Amenhotep III já mais de 3400 anos, foi descoberta por uma equipa de arqueólogos liderados por Zahi Hawass sob a areia na margem oeste de Luxor, a mais de 482 quilómetros a sul do Cairo. Os tijolos das paredes das casas ainda permanecem intactos e no local há ainda salas cheias de utensílios do quotidiano em bom estado de conservação. 

A recém-descoberta cidade real pode conter pistas sobre o motivo pelo qual Akhenaton - um Faraó da XVIII dinastia do Egito principalmente recordado por abandonar o tradicional politeísmo egípcio e introduzir uma adoração centrada em um único deus, Aton - 
abandonou Tebas, a capital do antigo Egito por mais de 150 anos.



Egipto Cairo Egito artes cultura e entretenimento arqueologia questões sociais
Ver comentários